República Checa - Czech Republic.

República Checa - Czech Republic.
República Checa - Praga sob a neve. / Czech Republic - Prague under snow. / République Tchèque - Prague sous la neige.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Dunas e Praia de Ponta Grossa com a Arriégua Adventure

Dando sequência à minha série de postagens sobre as novidades encontradas em Canoa Quebrada, eu vou fazer um relato de mais um dia da minha saga em território cearense, depois de curtir a noite, a praia, piscina, jantar com amigos, foi a vez de me aventurar e explorar um pouco mais do litoral leste do Ceará. Fiquei de fato surpreso com a vastidão e variedade de paisagens interdunares, com as falésias, suas cores e contornos.

Fizemos passeios com a Equipe da Arriégua Adventure. Nosso contato foi feito pelo meu amigo Jailson Ribeiro -  profissional que eu admiro e respeito demais, cearense arretado, apaixonado pelo que faz, turismólogo de bagagem cheia (cheia de experiências fantásticas e repleto de dicas fenomenais para ajudar todos aqueles que o procuram para extrair o máximo de sua passagem pelo Ceará). Bem, passeio marcado, tudo agendado, fomos apresentados a equipe de guias e monitores da Arriégua. Logo de cara muito simpáticos e profissionais igualmente preparados para receber turistas e visitantes de todos os perfis.

Inicialmente o Guia Damião ficou responsável por nos repassar detalhes de segurança que devem ser adotados durante todo o passeio:

1 – Nunca ache que tem segurança demais nem desafie as forças da natureza local, afinal sabemos que imprudência gera acidentes.

2 – Seja responsável pelo lixo que você produzir durante todos os passeios que fizer.

3 – Entenda que passeios em grupo precisam ter horários e itinerário respeitados.

4 – Não ultrapasse o quadriciclo líder onde o guia estará – todas as orientações serão passadas por ele e o guia é o responsável pela definição da velocidade, trajeto e pontos de parada autorizados.

5 – Fica proibido fazer qualquer tipo de manobra com os quadriciclos.

6 – O trajeto do passeio é feito em sua grande parte ou totalidade pela faixa de areia da praia, mas pode seguir por trechos urbanizados por conta do horário da maré que pode inviabilizar a passagem do grupo em certos trechos da praia.

7 - Trechos urbanos podem ser utilizados para respeitar a faixa de praia e horário de lazer dos banhistas com a finalidade de evitar acidentes.  

8 – É obrigatório o uso de capacetes – fornecidos pelos guias da equipe da Arriégua Adventure – durante todo o passeio.

9 – Em casos de passeios em grupos, os quadriciclos seguem em esquema de comboio, respeite a ordem e entenda que há pessoas que não estão acostumadas a condução de quadriciclos.

10 – O guia acompanhante deve ser informado caso aconteça algum problema com o quadriciclo ou com algum integrante do grupo do passeio.

11 – Não retire nada dos locais visitados: pedras, conchas, mudas de plantas, etc. Tudo isso faz parte do cenário natural. Leve apenas fotos – muitas delas inclusive! –

12 – Não esqueça de manter-se hidratado durante todo o passeio, faça o uso de roupas leves. (roupas de banho, protetor solar e calçados apropriados – uma sandália/chinelo  de borracha é o ideal – óculos escuros e equipamento fotográfico)

13 – Por tratar-se de um veículo motorizado que desenvolve uma certa velocidade, é contraindicado  o consumo de bebidas alcoólicas por parte dos condutores.

14 - Seja um turista legal. Seja um turista consciente.

Depois dessas dicas, passamos por uma instrução de condução. Eu nunca havia pilotado um quadriciclo antes, então essa aula foi providencial – mesmo que haja familiaridade com carros e motos, os guias da Arriégua Adventure sempre repassam os comandos aos turistas, pois é norma da empresa, e há diferenças entre os comandos de motos e até mesmo entre modelos de triciclos ou quadriciclos. Devo dizer-lhes que acostumar-se com os comandos do quadriciclo com câmbio semiautomático é fácil. É tudo bem prático e o painel tem indicadores de fácil leitura e compreensão. O acelerador fica no alcance do polegar direito, no guidão. Ao alcance do pé esquerdo há um pedal que, para cima aumenta, e para baixo diminui as marchas – são 5 à frente e a ré, acionada por uma trava no lado esquerdo do guidão -.  Faróis, buzina e tração 4x4 completam o conjunto de recursos do quadriciclo. Só depois disso, o guia autoriza voltas com o quadriciclo pela praia para que o turista se acostume com o equipamento, são sempre duas pessoas por quadriciclo e  caso as duas pessoas queiram reversar na pilotagem, ambas devem receber as instruções, dar as voltas de familiarização e ser avaliado pelo guia da Arriégua Adventure.  Depois que o grupo está pronto, com os devidos equipamentos de segurança, familiarizados com os comandos do quadriciclo, o passeio tem início.

No nosso caso foram dois passeios apenas – por conta dos poucos dias que passamos em Canoa Quebrada -. Fomos até as dunas com final no Paraíso Arriégua – ponto de apoio aos turistas e guias da Arriégua Adventure e também é um espaço aberto ao público, informe-se  como chegar ou solicite um transfer especial com os guias da Arriégua ou diretamente na agência -.

Fizemos também um passeio que nos levou por mais 30 quilômetros de praia, saindo de Canoa Quebrada, passando pela Praia de Majorlândia, seguimos para uma visita à uma fonte de água doce no meio das falésias conhecida como “Garganta do Diabo”,  o passeio ainda teve parada no parque de esculturas nas falésias para conhecer sua história e entender um pouco mais como as falésias são formadas, o passeio segue pelo litoral até a Praia de Ponta Grossa onde pudemos admirar falésias com um tom vermelho-laranja-cinza-branco, paradas para curtir o mar calmo de águas mornas que garante um banho de mar delicioso. Conhecemos ainda a Pedra Furada, uma formação rochosa com um arco no topo que serve de moldura para fotos incríveis – os guias da Arriégua conhecem os melhores ângulos para que suas fotos sejam de fato inesquecíveis. No final da tarde nosso retorno também se deu pela praia, com paradas para banho e mais fotos.

No caso da Arriégua Adventure, são muitas possibilidades, tanto de quadriciclo como de outros equipamentos (buggy, barco, tirolesa, quadriciclo, etc) consulte o site da agência na internet, tire suas dúvidas e faça sua reserva. Se você estiver lendo esta postagem e já estiver em Canoa Quebrada, saiba que a Arriégua Adventure tem uma agência na Broadway – principal rua na vila de Canoa Quebrada – faça uma visita e se deixe levar pelo espírito aventureiro e desbrave todos os encantos do litoral leste do Ceará com a segurança e a responsabilidade que só a melhor operadora de passeios de aventura pode lhes proporcionar.
Confiram as fotos! 

 Ponto de Partida - Passeio rumo as dunas de Canoa Quebrada.

 Aquela aula de pilotagem que você respeita.
O Guia Damião em momento de instrução ao meu parceiro de aventura.
Sim senhor! Eu também tive meu momento piloto.
Quer saber, eu adorei! Quero repetir logo!
 Os quadriciclos do nosso grupo.
A Arriégua Adventure possui uma frota nova,
bem cuidada, com câmbio semiautomático, preciso e fácil de pilotar.
Capacetes -  Equipamento de proteção e segurança obrigatório
para todas as pessoas no grupo de passeios da Arriégua Adventure.
Aproveitem para conhecer o site da Arriégua Adventure,
os caras são feras demais em termos de passeios e turismo de aventura.

Nesta imagem vocês podem ver  duas crianças que
não queriam largar o brinquedo de jeito nenhum!
Do topo de uma duna, partem os corajosos que se aventuram numa
descida de Tirolesa também com a Equipe da Arriégua Adventure.
Do topo de uma duna imensa, seguem os cabos de aço da tirolesa
que atravessa um vão gigante entre uma duna e outra,
eu não tive coragem, mas a diversão é garantida.
Quem quiser, tem a opção do Skibunda,
esse é mais light, mas não menos divertido.
Olha que moleza! Quem desce de Skibunda pode subir
a duna de volta num carrinho, assim ficou fácil né!
Mais um flagrante das torres de Energia Eólica
presentes em quase todo litoral leste do estado.
Vista do topo de uma duna, lá na frente,
as torres do Parque de Energia Eólica.
Do topo da duna em uma das nossas paradas,
podemos observar os lagos de uma fazenda de
criação de camarões para exportação.
Os lagos são imensos e formam um cenário que
parece um oásis, de fato um visual belíssimo.
E o visual de um dos pontos de parada no topo de uma duna
imensa. Torres de Energia Eólica e os buggys retornando
com os corajosos que se atreveram a descida de Tirolesa.
Próximo do pôr do sol, a hora crepuscular garante fotos sensacionais.

As torres de Energia Eólica são imensas e
reinam majestosamente na paisagem repleta de dunas.

Nem eu resisti, caí no golpe da foto clichê saltando
com o pôr do sol só para compor o visual.
(Quem garantiu esse clique foi nosso
Guia Rômulo da Arriégua Adventure.)

 Nosso passeio para as dunas terminou
numa parada incrível, o Paraíso Arriégua.

Com uma estrutura preparada prá fazer você esquecer
completamente da vida, descanse em um gazebo
de frente para um lago no Paraíso Arriégua.
Vista de uma das margens do lago no
Paraíso Arriégua com o Parque Eólico ao fundo.
Quiosques posicionados na margem do lago
também fazem parte da  estrutura do Paraíso Arriégua.
 O bar do Paraíso Arriégua serve todos os visitantes
com serviço rápido que garante o conforto de
todos aqueles que conhecem esse lugar incrível.
 Topo de uma falésia onde na base há uma nascente
de água doce, a famosa Garganta do Diabo.
- Passeio em direção a Praia de Ponta Grossa. - 
 Formação rochosa conhecida como a Pedra Furada.
O visual da praia vale o passeio.

Serviço:
Agência Arriégua Adventure
Rua Principal - Broadway
Canoa Quebrada.


Contato Arriégua Adventure
Email: reservas@arrieguaadventure.com.br
Telefone: (88)9-9324-0404 ou (88)9-9613-3345
Agência: Rua Principal – Broadway, Canoa Quebrada, Aracati – CE
Site: http://www.arrieguaadventure.com.br/v1/
Redes Sociais:
https://www.instagram.com/arrieguaadventure/
https://www.facebook.com/arrieguaadventure/

Paraíso Arriégua
Telefone: (88)9-9718-7858 ou (88)9-9324-0404
https://www.instagram.com/paraisoarriegua_canoaquebrada/
https://www.facebook.com/paraisoarrieguacanoaquebrada/

Site do meu parceiro de viagem Fotógrafo Elenildo Silva:
www.elenildofotografia.com.br

Blog pessoal:


Contato do Jailson Ribeiro - Embaixador de Canoa Quebrada
(o site está sendo reformulado e estará de volta em breve com conteúdo ainda mais dinâmico)
Os contatos podem ser feitos diretamente pelo inbox do Instagram:

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Bar Caverna - Canoa Quebrada



Fachada do Bar Caverna - Canoa Quebrada
Bem, dando continuidade a série de postagens sobre as novidades em Canoa Quebrada, meu tour continua. Desta vez com companhia de mais amigos e com a Broadway ainda mais lotada. O local escolhido foi o Bar Caverna, um dos meus lugares preferidos para aproveitar a noite em Canoa, - o Bar Caverna está em atividade há 14 anos, e o meu desejo é que essa atividade se mantenha por muito tempo ainda. – Uma novidade muito bem vinda em relação ao Bar Caverna é que o horário de atendimento agora foi estendido para receber e atender bem os turistas que preferem aproveitar também o dia, e na volta da praia, pegar aquele comecinho de tarde agradável que só vilinhas de praia conseguem garantir aos turistas, e em Canoa Quebrada esse clima de descontração e leveza não seria diferente.

A fachada do Bar Caverna, repaginada, sob o comando do Victor Barreto – agora ganhou reforço de uma escultura do personagem que dá nome ao local, simpático e cheio de carisma como o personagem dos desenhos da minha infância – o Capitão Caverna e seu tacape é a característica mais marcante e a fachada mais peculiar entre todos os bares e restaurantes da Broadway. E isso confere um charme ímpar ao bar, duvido que haja algum lugar mais informal e descontraído em toda Canoa Quebrada.

Fui convidado pelo meu amigo Jailson Ribeiro – Ribeiro – Turismólogo e  Agente de Marketing – um verdadeiro especialista em turismo, a quem eu mesmo dei o título de “Embaixador de Canoa Quebrada”  (não há de fato um título que melhor defina o que o Jailson representa para mim e para muitos empresários, turistas e comerciantes  da região) ele realiza seu trabalho com maestria e foi o cicerone de uma experiência gastronômica que o Bar Caverna aposta como diferencial da casa.

Eu conheço o Bar Caverna desde 2005 – época da minha primeira visita a Canoa quebrada – e desde então meu carinho pelo lugar só aumentou. Logo na chegada, além da escultura da fachada, pude observar um incremento dos elementos de decoração rústica – quase uma recriação da toca do homem das cavernas, ambiente bem típico de onde podemos encontrar o Capitão Caverna dos desenhos, e isso me deixa fascinado  - as mesas do lado de fora do bar agora tem número maior devido ao número crescente de frequentadores com o passar dos anos, a equipe que trabalha no bar também foi reforçada. O Bar Caverna conta com programação para todos os dias da semana, trazendo bandas locais com formação fixa e as vezes variável, pois sempre que há o desejo, alguns clientes também fazem parceria com a banda e assumem os vocais, os ritmos agradam a todos os gostos, passando por tudo, forró, funk, rock, pop, com pegadas de karaokê, com dj residente da casa  (o dj Gabriel Pereira teve um tempinho para conversar conosco e deixar suas impressões de como é gratificante trabalhar com a equipe do Caverna e agitar a noite de Canoa Quebrada) há ainda uma pista de dança com iluminação conferida e autorizada pelo próprio Capitão Caverna, todos são bem vindos àquela “toca”, até porque o serviço de bar e cozinha atende até o último cliente. – Sim, o Bar Caverna é um daqueles lugares onde a diversão não tem hora para acabar, e para ser bem honesto, quando a gente está no meio da diversão, quem em sã consciência deseja que acabe né? –
Parte da decoração, pintura retratando o dono do lugar.
O Bar Caverna agora aposta em uma nova pegada de serviço, diversificando as opções de pratos, drinks e petiscos. Eu fui convidado para conhecer parte dessas maravilhas deliciosamente preparadas por uma das muitas estrelas da casa, fui até o espaço da artista e me deparei com uma cozinha nova e cheia de segredinhos parcialmente revelados que deixam clientes como eu, amantes da boa mesa, intrigados e desafiados a voltar muitas vezes para provar cada uma das surpresas preparadas e servidas no Bar Caverna. Eu acabei conhecendo a Anette Libertini – uma carioca que também já rodou metade do planeta e acumula uma bagagem cultural incrível. Turismóloga como eu, Chefe de Cozinha autodidata criativa, ousada, e desbravadora deixou de lado a agitação de uma capital cosmopolita como o Rio de Janeiro para representar uma excelente aquisição para a equipe do Bar Caverna. Na noite que fui conferir todas as novidades, nossa mesa foi presenteada com vários pratos, muito bem elaborados, bem apresentados, com aroma sedutor e sabor ainda mais surpreendente, isso por conta da combinação de ingredientes que nunca havia provado antes – nunca tive a experiência de prova-los juntos, misturados ou combinados nas receitas dos pratos apresentados – e confesso que me surpreendi com a harmonização e o equilíbrio de tudo, fruto do conhecimento e expertise de quem elabora as receitas e prepara os pratos. Dentre tantas opções nos foi oferecido uma sequência com os carros chefes da casa. Acompanhem as fotos no final da postagem.

Os drinks no Bar Caverna também são uma delícia – não precisa dizer que as caipirinhas fazem muito sucesso entre os frequentadores – há ainda opções variadas de vinhos, cervejas, whiskies e  drinks com e sem álcool. O atendimento segue o padrão Capitão Caverna de ser: leal, firme, forte, ágil, divertido, rápido, bem humorado e que acerta sempre no gosto dos clientes.  
Deixa eu contar um segredinho prá vocês; em dias de muito movimento, com o bar cheio, o Capitão Caverna em pessoa visita as mesas e se deixa fotografar junto aos clientes e fãs do personagem, um show de simpatia quando comparado com os heróis de hoje em dia, afinal, quem conhece sabe: ninguém pode com o Capitãããããããããããããããããããoooo Ca – ver – naaaaaaaaaa!!!! – Se for da sua época, leia com entonação -  

Tenho certeza que nas suas próximas férias, o destino será o estado do Ceará, e a praia de Canoa Quebrada será sem sombra de dúvidas um destino que vai agradar em cheio, por muitos fatores, mas em especial por tudo que o Bar Caverna pode lhe oferecer.
Seguindo a proposta do lugar, a novidade do Bar Caverna, 
AQUI TUDO COMBINA! 
Nossa sequência começou com os bolinhos
Kibe Frito com molho especial.
As Patinhas de Siri com molho especial fizeram maior sucesso.
Vocês não tem ideia do quanto eu amo isso:
Dadinhos de Tapioca com Geleia de Pimenta - 
essa geleia é de criação da Chef de Cozinha Anette Libertine e está
disponível para comercialização, recomendo demais!
Se desse para vocês sentirem o cheiro e o sabor dessa linguiça
especial de origem suíça, com pão fresquinho e mostarda
levemente picante, tenho certeza que não resistiriam.
Continuamos nos surpreendendo com a porção de
Camarão ao Alho e Óleo que arrebatou nossos corações.
Simplesmente divino! 

Mais uma surpresa gastronômica que nos deixou encantados,
Bruschettas de Berinjela e Bruschettas de Abobrinha,
num pão fresquinho, não conseguimos parar de comer!

Os drinks do Bar Caverna são uma atração a parte!
(inúmeras opções de vinhos, cervejas, whiskies,
caipirinhas e drinks com e sem álcool)

Nesta foto, vê-se pessoas que sabem como se divertir:
(da esquerda para direita)
Fotógrafo Elenildo Silva,
Diretor de Conteúdo deste blog Jefferson Coelho,
o Embaixador de Canoa Quebrada Jailson Ribeiro e nossa amiga
de longa data,  Gisely Freitas, frequentadora assídua do Bar Caverna
Serviço:
Bar Caverna
Broadway – Canoa Quebrada – Aracati – CE
Procure pelas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece no Bar Caverna.
https://www.facebook.com/cavernadrinks/
https://www.instagram.com/barcaverna/

Site do meu parceiro de viagem Fotógrafo Elenildo Silva
www.elenildofotografia.com.br
Blog pessoal:
https://elenildosilvafotografia.wordpress.com/

Contato do Jailson Ribeiro - Embaixador de Canoa Quebrada
(o site está sendo reformulado e estará de volta em breve com conteúdo ainda mais dinâmico)
Os contatos podem ser feitos diretamente pelo inbox do Instagram:
https://www.instagram.com/jailsontur/

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Barraca de Praia e Restaurante Chega Mais Beach - Canoa Quebrada


Que eu sou apaixonado pela minha terra – Nordeste Brasileiro – isso não chega a ser segredo prá ninguém, o que muita gente talvez não saiba é que eu tenho meu lugar favorito sim dentro da imensidão do litoral do Nordeste. Este lugar fica no Ceará, um estado que nos deu de presente tantas coisas boas, tantos humoristas talentosos, pessoas educadas, muito simpáticas e solícitas e de bem com a vida, um estado que nos presenteia todos os dias com um sol e uma brisa constantes que nos deixa apaixonados por esta combinação.
Em janeiro de 2018, volto ao Ceará – sendo esta minha oitava vez em solo Cearense – mas com algumas novidades e surpresas, apesar de algumas coisas continuarem exatamente as mesmas como a maravilha dos pontos turísticos da capital cearense – Fortaleza – e o carinho imenso de amigos muito queridos.

Como disse antes, meu lugar favorito no Nordeste fica no estado do Ceará, mas como o estado é grande e o litoral acompanha a imensidão do estado, rico em todo tipo de paisagem. No litoral cearense, a minha praia eleita é Canoa Quebrada. Sempre com aquele ar de vilarejo de pescadores mas com um charme único e muito peculiar, Canoa Quebrada sempre tem muitas novidades todas as vezes que eu a visito. Desta vez pude observar um aumento no número de empreendimentos voltado para o ramo de hospedagem/hotelaria com pousadas novas (ou com uma ampliação providencial e muito bem vinda de algumas já conhecidas), programação e entretenimento fixo na noite de canoa promovido pelos bares e restaurantes do local e o aumento da prática de esportes de aventura e pacotes de passeios que exploram o lado mais aventureiro de muitos turistas – dessa vez até eu fui seduzido e experimentei uma aventura dessas. –

Fui recepcionado por ninguém mais ninguém menos que pelo meu queridíssimo amigo Jailson Ribeiro – Turismólogo e  Agente de Marketing – um verdadeiro especialista em turismo, a quem eu mesmo dei o título de “Embaixador de Canoa Quebrada”  (não há de fato um título que melhor defina o que o Jailson representa para mim e para muitos empresários, turistas e comerciantes  da região) ele realiza seu trabalho sempre com maestria e agora junto com a equipe da barraca de praia e restaurante Chega Mais.


Assim que cheguei à Barraca Chega Mais fui logo apresentado à estrutura que ela põe a disposição dos seus clientes e frequentadores. Trata-se de um  espaço enorme à beira mar preparado para realização de shows – de diversos tamanhos, portes e complexidade – estrutura de estacionamento, segurança, monitoramento, lojinha de conveniência e souvenir, um serviço de restaurante impecável, com uma cozinha industrial fenomenal que serve os pratos de modo seguro, rápido e com uma equipe de preparo e entrega muito eficiente – até viajantes e turistas experientes como eu fiquei impressionado com a agilidade da cozinha e da equipe de garçons – os pratos são variados, sempre muito bem apresentados e as porções servem muito bem duas pessoas – ou mais, é só pedir acréscimo do que o cliente deseja ao pedido e será servido em poucos minutos – o carro chefe da casa acaba sendo mesmo os frutos do mar e os peixes frescos são uma pedida que eu garanto: vai satisfazer o paladar de todos. – há ainda a opção de self service com grande variedade de saladas, molhos e pratos quentes. As bebidas também possuem uma variedade que agrada a todos os clientes entre cervejas, vinhos, sucos e drinks que vão agradar em cheio nos dias quentes do Ceará e o casamento com a paisagem a beira mar é perfeito.
As opções de serviço não param por aí, há estrutura de vestiários, (guarda volumes com tomada interna – perfeito para recarregar as baterias dos equipamentos eletrônicos durante a visita - consulte valores e disponibilidade de locação dos guarda volumes com a equipe de funcionários do local), toaletes, chuveiros, mesas em espaço coberto (térreo e mezanino), na área externa próximo à piscina e na areia – jardim de coqueiros – tudo isso de frente pro mar. A decoração e acabamento geral das dependências é sóbrio, elegante e muito confortável.

A chegada dos clientes – particulares ou em  grupos de turistas em excursão – é simplificada com orientações sobre a localização de cada serviço disponível na Barraca Chega Mais e com a entrega do cartão de consumação. Todo o consumo e contratação de serviços opcionais como locação de armários e acesso a piscina é lançada no cartão junto com a consumação no bar e restaurante. (Compras na lojinha e contratação de passeios opcionais para explorar as redondezas  não são lançadas no cartão de consumação, pois são serviços que funcionam de modo distinto e separado do sistema de cobranças da Chega Mais Beach). O check out é rápido e sem complicações - se você é um cliente/turista em grupo de excursão, providencie o fechamento da conta e o pagamento do consumo alguns minutos antes da sua partida para evitar filas e o atraso da saída do seu grupo, no mais, siga sempre as orientações do seu Guia de Turismo. -

Jardim de Coqueiros com mesas na Barraca Chega Mais Beach
com o mar lá na frente, visual incrível!

Quando cansar do mar, você pode aproveitar a piscina. 
A Barraca Chega Mais Beach tem opção par agradar todos os clientes e visitantes.

Lá eu provei de tudo, dos sucos, de uma caipirinha maravilhosa, – com a opção de usar mel de rapadura no lugar do açúcar das caipirinhas tradicionais, vale a pena provar, mas cuidado: se você tem sensibilidade para o álcool, fique atento, pega muito rápido – na hora do almoço nos foi servido um peixe sensacional – Peixe à Moda Canoa – com batatas fritas e acompanhamentos que serviram fartamente duas pessoas. Um tempero suave, o peixe estava grelhado na medida certa, salada variada, tudo perfeito! Aproveitamos a piscina e o mar que fica logo lá na frente. Voltamos lá mais dois dias e provamos do serviço do buffet self service que também deu um show em termos de comida bem preparada, gostosa e variada.


Serviço de Buffet Self Service da
Barraca e Restaurante Chega Mais Beach
Enfim, a Barraca de Praia e Restaurante Chega Mais  é um lugar perfeito para passar o dia em família ou com grupo de amigos, aproveitar a praia/piscina com conforto, segurança e comodidade ou ainda desfrutar dos shows e eventos que estão sempre acontecendo na Chega Mais, antes de ir, consulte a programação.
Barraca de Praia e Restaurante Chega Mais Beach.
Praia de Canoa Quebrada – Aracati – Ceará.
Endereço: Avenida da Integração, 860 - Canoa Quebrada - Aracati - CE - CEP:62.800-000
Telefone: (88) 3421-7101

sábado, 6 de janeiro de 2018

PAULO AFONSO - BA VISITA TÉCNICA

 
Logotipo da Chesf no teto do prédio da
 Central de Controle Operacional

Esta postagem é dedicada a uma Visita Técnica de alunos dos Cursos Técnicos de Segurança do Trabalho e Logística. Foram dois dias com muitas atividades. Foi muito corrido, mas tudo correu dentro do programado  - locais e horários –  no primeiro dia fizemos um tour pela cidade de Paulo Afonso e pelo Complexo da Hidrelétrica. Levamos 7 horas de viagem  e como sempre a ansiedade pela chegada – mesmo com paradas para descansar, fazer um lanche e esticar as pernas – fez com que o tempo de viagem  parecesse interminável. 
 
Chegamos à Paulo Afonso por volta das 3 horas da manhã e efetuamos nosso check in sem problemas, nos hospedamos no Hotel Belvedere – muito bem localizado inclusive, na avenida principal de Paulo Afonso – com instalações de categoria turística econômica , padrão 3 estrelas e com serviço geral de hospedagem (recepção, estacionamento, segurança,  limpeza, quartos, banheiros, áreas comuns, área de lazer e restaurante) satisfatório e  muito eficiente. 
 
 
Fomos acompanhados por um monitor responsável durante todo o programa e no dia da visita técnica ao complexo da hidrelétrica e tour pela cidade de Paulo Afonso tivemos a companhia de um guia de turismo profissional e credenciado da cidade com mais de 20 anos de experiência na condução de grupos em visitas técnicas,  isso nos deu a condição de receber informações detalhadas e precisas por  toda a visita.

Durante  o programa as fotos foram permitidas, sem restrições  apesar de ser tudo muito rápido pude trazer belos registros da grandiosidade das instalações da Hidrelétrica de Paulo Afonso, da cidade e de um passeio de catamarã no leito do Rio São Francisco programado para o último dia. Conseguimos ver de perto a dimensão do rio que garante o abastecimento das represas/barragens construídas pelos funcionários da Chesf  de modo quase “artesanal” e que fez – e continua fazendo – história na região nordeste.
Do ponto de vista turístico e do ponto de vista de um estudante de curso técnico com foco na segurança do trabalho pude observar que as instalações da hidrelétrica estão em bom estado de conservação, apesar de algumas estarem fora de atividade e fechadas para visitação pública, a segurança dos funcionários, colaboradores e visitantes em geral está sempre em primeiro lugar.  
Dentro das instalações da hidrelétrica e em todo seu entorno, tudo é bem sinalizado e em zonas de segurança essa sinalização é redobrada, em áreas restritas aos funcionários e a equipe técnica de operação e manutenção só foi possível acompanhar e visitar e fotografar parte das instalações, embora nosso guia nos deu um descritivo preciso de como as atividades são realizadas e os procedimentos corretos em relação à segurança necessária para cada uma das atividades. Pudemos ainda observar os grandes riscos envolvidos durante a construção das unidades onde as turbinas geradoras de energia foram colocadas.
 O maquinário utilizado era bem rudimentar e devido a extrema dificuldade de acesso e ao tamanho e porte da construção, muita coisa – para não dizer tudo – precisou ser construído, fabricado ou adaptado.  Justamente por causa disso, em épocas em que a segurança dos trabalhadores não era levada tão a sério, diante da necessidade e da urgência da demanda  do consumo energético  da região nordeste por conta do crescimento das capitais e desenvolvimento do interior dos estados, aliado a alta temperatura  observada na cidade como um todo (segundo nosso guia podendo chegar facilmente a casa dos 40 graus.
No dia da nossa visita os termômetros de rua e os aplicativos de meteorologia dos celulares dos membros do nosso grupo marcavam 36 graus por volta das 10 horas da manhã) as altas temperaturas acabavam sendo potencializadas  dentro das áreas destinadas às frentes de trabalho e contribuíam para o não uso -  ou uso muito precário -  de ferramentas adequadas, materiais apropriados e equipamentos de segurança que tivessem como foco a segurança dos operários que trabalharam na construção do complexo hidrelétrico de Paulo Afonso.  Não tivemos tempo nem condições de ter acesso aos prontuários dos registros dos acidentes até porque este não era o foco da nossa visita.
O foco da nossa visita abordou o lado positivo da construção das instalações, da grandiosidade da obra para soberania da geração e distribuição de energia elétrica e administração dos recursos hídricos da região nordeste. 
O passeio de catamarã, realizado horas antes de encerrarmos nossa visita à cidade, nos deu uma visão mais íntima e pessoal do Rio São Francisco – carinhosamente chamado e conhecido como “Velho Chico” – o cânion formado pelas margens rochosas durante todo o percurso do passeio no leito do rio, nos mostrou um Velho Chico grandioso e imponente, apesar de alguns traços de poluição e pedidos de socorro da natureza que teimam em ser ignorados pelo homem, o Rio São Francisco é sim uma das maravilhas da Região Nordeste.
Em um dado momento consegui me afastar um pouco do grupo e acabei iniciando uma conversa informal com um dos ribeirinhos que morava bem próximo a uma das margens, que tirava parte de seu sustento da pesca de espécies de peixes encontrados no rio,  queixava-se por ter sido forçado a se mudar por conta de projetos de preservação de mata ciliar – a caatinga está presente em toda região que circunda a cidade,  grande parte do caminho de nossa viagem e no topo das margens do rio – e apesar de sua saída e transferência de sua residência e de todos que estavam “incomodando” a fauna e a flora nativa, se queixa de problemas relacionados à saúde e vitalidade do rio, da redução da quantidade de peixes e diminuição do volume da águas do rio e sabia que ele em si, não era responsável por nada daquilo, triste e com um tom de revolta no discurso dizia:
 
  “sinto muito por eu ter sido afastado do meu véio cumpanheiro de guerra e muita luta pá botá algo na mesa da minha família, vejo um rastro de destruição deixado pelo hômi que senta nos escritório e não chegam nem perto da água do meu véio Chico, eu num queria nada demais, só queria que ele não sofresse tanto com o que os hômi de gravata fazem com ele” 
 
 - referindo-se aos projetos de exploração energética ao longo do rio e das obras de desvio da águas do São Francisco para irrigação em outras áreas do sertão de outros estados inclusive -  e cá entre nós, ele não deixa de ter razão.
O saldo desta visita técnica é que nós pudemos observar projetos realizados com sucesso e não deixam de ser altamente lucrativos  – necessários para desenvolvimento da região nordeste e do país como um todo – motivo de grande orgulho para os envolvidos neste processo desde os políticos até os técnicos, engenheiros e operários que dedicaram anos de suas vidas ao árduo trabalho necessário para a construção de tudo que o Parque Hidrelétrico de Paulo Afonso representa para  a cidade e para os estados beneficiados com tudo que o Rio São Francisco oferece. Por outro lado, não podemos nos descuidar dos sinais que o “Velho Chico” chega a deixar evidente em certos pontos e com o passar dos anos, o sofrimento imposto ao rio são grandes, as consequências podem ser irreparáveis e as futuras gerações podem sofrer ainda mais – com a redução dos recursos hídricos e a dificuldade da manutenção da geração autônoma de energia elétrica assim como o aumento no valor dos serviços prestados pela companhia energética, forçando o uso de fontes alternativas de geração de energia... há alternativas disponíveis nos dias de hoje, mas os projetos ainda  são caros e a falta do lobby político para democratização destas fontes alternativas torna o processo lento, burocrático e distante das famílias menos favorecidas que sempre estiveram literalmente ao lado do Velho Chico.
Acompanhem as fotos:
 

Hospedagem em Paulo Afonso.

Serviço:
Hospedagem indicada para sua visita a Paulo Afonso.
Click no link, conheça o hotel e faça sua reserva.
Av. Apolônio Sales 457 | Centro | Paulo Afonso | Bahia CEP: 4.601-195
Tel: (75) 3281 - 8698 / (75) 3281 - 8650 / E-mail: reservas@hotelbelvederepa.com.br
 

Monumento em Paulo Afonso
 - representando a sabedoria do homem e a força da natureza -
 
Placa Monumento - O Touro e Sucuri -
 
Vista da Entrada Principal do Complexo Hidrelétrico.
 
 
Vista parcial do Cânion - frente da entrada principal -


Vista de um dos mirantes construídos no roteiro da visita.

Linhas de transmissão da Chesf
ligando dois estados Bahia e Alagoas
 

Linhas de transmissão da Chesf
ligando dois estados Bahia e Alagoas

Detalhe dos vergalhões usados aos milhões
 para construção de parte da estrutura da hidrelétrica
 

Foto para comparação
- quase dois dedos de largura dos varões usados
para armar a malha de aço bruto de parte das construções
 
Vista da ponte usada para transporte de funcionários
 e material para manutenção na outra margem do rio
 
Torre de Observação
 - infelizmente fechada para visitação
pública na época da visita -
Vista de um dos pátios do início das linhas de energia.
 
Vista lateral de um dos pontos do
 pátio de início das linhas de transmissão.
 
Estrutura usada para elevação de
peças para manutenção da sala das turbinas
 
Réplica de uma das turbinas usadas na hidrelétrica
 
Prédio do Centro de Controle Operacional de Paulo Afonso.
 
Primeiros equipamentos usados
no início das operações em Paulo Afonso.
 
Primeiras motobombas de pressurização.
 
Primeiros Reguladores de Velocidade.

Fotos originais do início da construção
da Hidrelétrica de Paulo Afonso.

Rotor - Estator da Excitatriz.
Rotor - Estator.

Placa da Inauguração de Paulo Afonso.
Vista do início das linhas de condução
externa e no topo, a torre de elevação e manutenção.
 - altura comparada a um prédio de 30 andares -  
 
Entrada da gruta que leva a sala das turbinas.
Sala das turbinas de geração de energia.
 
Em azul o topo das câmeras onde as turbinas
estão instaladas - área de segurança em Paulo Afonso -

Uma das comportas das barragens de Paulo Afonso.

 
Visão de um dos mirantes numa das bases da ponte de transporte.
Cachoeira de Paulo Afonso.
 
Placa instalada no mirante da Cachoeira de Paulo Afonso.

Carro usado para  transporte de materiais,
fabricados na própria hidrelétrica,
em ferro fundido, numa época que não se usava solda.

Animal flagrado em uma das áreas ao redor
 da Cachoeira de Paulo Afonso.
Vista do cânion do Rio São Francisco, 
 - foto produzida durante o passeio de catamarã -  
margem com vegetação nas rochas e topo do cânion.
Leito do Rio São Francisco.
- foto produzida durante o passeio de catamarã -

Ponte de Ferro que liga dois estados Bahia e Alagoas.

Observe no zoom, o tamanho e grandiosidade
da estrutura da ponte que acima do leito do rio.

Igreja Católica Matiz de Paulo Afonso.
Texto, Edição e Fotos
Jefferson Coelho
18/11/2016