República Checa - Czech Republic.

República Checa - Czech Republic.
República Checa - Praga sob a neve. / Czech Republic - Prague under snow. / République Tchèque - Prague sous la neige.

sábado, 6 de janeiro de 2018

PAULO AFONSO - BA VISITA TÉCNICA

 
Logotipo da Chesf no teto do prédio da
 Central de Controle Operacional

Esta postagem é dedicada a uma Visita Técnica de alunos dos Cursos Técnicos de Segurança do Trabalho e Logística. Foram dois dias com muitas atividades. Foi muito corrido, mas tudo correu dentro do programado  - locais e horários –  no primeiro dia fizemos um tour pela cidade de Paulo Afonso e pelo Complexo da Hidrelétrica. Levamos 7 horas de viagem  e como sempre a ansiedade pela chegada – mesmo com paradas para descansar, fazer um lanche e esticar as pernas – fez com que o tempo de viagem  parecesse interminável. 
 
Chegamos à Paulo Afonso por volta das 3 horas da manhã e efetuamos nosso check in sem problemas, nos hospedamos no Hotel Belvedere – muito bem localizado inclusive, na avenida principal de Paulo Afonso – com instalações de categoria turística econômica , padrão 3 estrelas e com serviço geral de hospedagem (recepção, estacionamento, segurança,  limpeza, quartos, banheiros, áreas comuns, área de lazer e restaurante) satisfatório e  muito eficiente. 
 
 
Fomos acompanhados por um monitor responsável durante todo o programa e no dia da visita técnica ao complexo da hidrelétrica e tour pela cidade de Paulo Afonso tivemos a companhia de um guia de turismo profissional e credenciado da cidade com mais de 20 anos de experiência na condução de grupos em visitas técnicas,  isso nos deu a condição de receber informações detalhadas e precisas por  toda a visita.

Durante  o programa as fotos foram permitidas, sem restrições  apesar de ser tudo muito rápido pude trazer belos registros da grandiosidade das instalações da Hidrelétrica de Paulo Afonso, da cidade e de um passeio de catamarã no leito do Rio São Francisco programado para o último dia. Conseguimos ver de perto a dimensão do rio que garante o abastecimento das represas/barragens construídas pelos funcionários da Chesf  de modo quase “artesanal” e que fez – e continua fazendo – história na região nordeste.
Do ponto de vista turístico e do ponto de vista de um estudante de curso técnico com foco na segurança do trabalho pude observar que as instalações da hidrelétrica estão em bom estado de conservação, apesar de algumas estarem fora de atividade e fechadas para visitação pública, a segurança dos funcionários, colaboradores e visitantes em geral está sempre em primeiro lugar.  
Dentro das instalações da hidrelétrica e em todo seu entorno, tudo é bem sinalizado e em zonas de segurança essa sinalização é redobrada, em áreas restritas aos funcionários e a equipe técnica de operação e manutenção só foi possível acompanhar e visitar e fotografar parte das instalações, embora nosso guia nos deu um descritivo preciso de como as atividades são realizadas e os procedimentos corretos em relação à segurança necessária para cada uma das atividades. Pudemos ainda observar os grandes riscos envolvidos durante a construção das unidades onde as turbinas geradoras de energia foram colocadas.
 O maquinário utilizado era bem rudimentar e devido a extrema dificuldade de acesso e ao tamanho e porte da construção, muita coisa – para não dizer tudo – precisou ser construído, fabricado ou adaptado.  Justamente por causa disso, em épocas em que a segurança dos trabalhadores não era levada tão a sério, diante da necessidade e da urgência da demanda  do consumo energético  da região nordeste por conta do crescimento das capitais e desenvolvimento do interior dos estados, aliado a alta temperatura  observada na cidade como um todo (segundo nosso guia podendo chegar facilmente a casa dos 40 graus.
No dia da nossa visita os termômetros de rua e os aplicativos de meteorologia dos celulares dos membros do nosso grupo marcavam 36 graus por volta das 10 horas da manhã) as altas temperaturas acabavam sendo potencializadas  dentro das áreas destinadas às frentes de trabalho e contribuíam para o não uso -  ou uso muito precário -  de ferramentas adequadas, materiais apropriados e equipamentos de segurança que tivessem como foco a segurança dos operários que trabalharam na construção do complexo hidrelétrico de Paulo Afonso.  Não tivemos tempo nem condições de ter acesso aos prontuários dos registros dos acidentes até porque este não era o foco da nossa visita.
O foco da nossa visita abordou o lado positivo da construção das instalações, da grandiosidade da obra para soberania da geração e distribuição de energia elétrica e administração dos recursos hídricos da região nordeste. 
O passeio de catamarã, realizado horas antes de encerrarmos nossa visita à cidade, nos deu uma visão mais íntima e pessoal do Rio São Francisco – carinhosamente chamado e conhecido como “Velho Chico” – o cânion formado pelas margens rochosas durante todo o percurso do passeio no leito do rio, nos mostrou um Velho Chico grandioso e imponente, apesar de alguns traços de poluição e pedidos de socorro da natureza que teimam em ser ignorados pelo homem, o Rio São Francisco é sim uma das maravilhas da Região Nordeste.
Em um dado momento consegui me afastar um pouco do grupo e acabei iniciando uma conversa informal com um dos ribeirinhos que morava bem próximo a uma das margens, que tirava parte de seu sustento da pesca de espécies de peixes encontrados no rio,  queixava-se por ter sido forçado a se mudar por conta de projetos de preservação de mata ciliar – a caatinga está presente em toda região que circunda a cidade,  grande parte do caminho de nossa viagem e no topo das margens do rio – e apesar de sua saída e transferência de sua residência e de todos que estavam “incomodando” a fauna e a flora nativa, se queixa de problemas relacionados à saúde e vitalidade do rio, da redução da quantidade de peixes e diminuição do volume da águas do rio e sabia que ele em si, não era responsável por nada daquilo, triste e com um tom de revolta no discurso dizia:
 
  “sinto muito por eu ter sido afastado do meu véio cumpanheiro de guerra e muita luta pá botá algo na mesa da minha família, vejo um rastro de destruição deixado pelo hômi que senta nos escritório e não chegam nem perto da água do meu véio Chico, eu num queria nada demais, só queria que ele não sofresse tanto com o que os hômi de gravata fazem com ele” 
 
 - referindo-se aos projetos de exploração energética ao longo do rio e das obras de desvio da águas do São Francisco para irrigação em outras áreas do sertão de outros estados inclusive -  e cá entre nós, ele não deixa de ter razão.
O saldo desta visita técnica é que nós pudemos observar projetos realizados com sucesso e não deixam de ser altamente lucrativos  – necessários para desenvolvimento da região nordeste e do país como um todo – motivo de grande orgulho para os envolvidos neste processo desde os políticos até os técnicos, engenheiros e operários que dedicaram anos de suas vidas ao árduo trabalho necessário para a construção de tudo que o Parque Hidrelétrico de Paulo Afonso representa para  a cidade e para os estados beneficiados com tudo que o Rio São Francisco oferece. Por outro lado, não podemos nos descuidar dos sinais que o “Velho Chico” chega a deixar evidente em certos pontos e com o passar dos anos, o sofrimento imposto ao rio são grandes, as consequências podem ser irreparáveis e as futuras gerações podem sofrer ainda mais – com a redução dos recursos hídricos e a dificuldade da manutenção da geração autônoma de energia elétrica assim como o aumento no valor dos serviços prestados pela companhia energética, forçando o uso de fontes alternativas de geração de energia... há alternativas disponíveis nos dias de hoje, mas os projetos ainda  são caros e a falta do lobby político para democratização destas fontes alternativas torna o processo lento, burocrático e distante das famílias menos favorecidas que sempre estiveram literalmente ao lado do Velho Chico.
Acompanhem as fotos:
 

Hospedagem em Paulo Afonso.

Serviço:
Hospedagem indicada para sua visita a Paulo Afonso.
Click no link, conheça o hotel e faça sua reserva.
Av. Apolônio Sales 457 | Centro | Paulo Afonso | Bahia CEP: 4.601-195
Tel: (75) 3281 - 8698 / (75) 3281 - 8650 / E-mail: reservas@hotelbelvederepa.com.br
 

Monumento em Paulo Afonso
 - representando a sabedoria do homem e a força da natureza -
 
Placa Monumento - O Touro e Sucuri -
 
Vista da Entrada Principal do Complexo Hidrelétrico.
 
 
Vista parcial do Cânion - frente da entrada principal -


Vista de um dos mirantes construídos no roteiro da visita.

Linhas de transmissão da Chesf
ligando dois estados Bahia e Alagoas
 

Linhas de transmissão da Chesf
ligando dois estados Bahia e Alagoas

Detalhe dos vergalhões usados aos milhões
 para construção de parte da estrutura da hidrelétrica
 

Foto para comparação
- quase dois dedos de largura dos varões usados
para armar a malha de aço bruto de parte das construções
 
Vista da ponte usada para transporte de funcionários
 e material para manutenção na outra margem do rio
 
Torre de Observação
 - infelizmente fechada para visitação
pública na época da visita -
Vista de um dos pátios do início das linhas de energia.
 
Vista lateral de um dos pontos do
 pátio de início das linhas de transmissão.
 
Estrutura usada para elevação de
peças para manutenção da sala das turbinas
 
Réplica de uma das turbinas usadas na hidrelétrica
 
Prédio do Centro de Controle Operacional de Paulo Afonso.
 
Primeiros equipamentos usados
no início das operações em Paulo Afonso.
 
Primeiras motobombas de pressurização.
 
Primeiros Reguladores de Velocidade.

Fotos originais do início da construção
da Hidrelétrica de Paulo Afonso.

Rotor - Estator da Excitatriz.
Rotor - Estator.

Placa da Inauguração de Paulo Afonso.
Vista do início das linhas de condução
externa e no topo, a torre de elevação e manutenção.
 - altura comparada a um prédio de 30 andares -  
 
Entrada da gruta que leva a sala das turbinas.
Sala das turbinas de geração de energia.
 
Em azul o topo das câmeras onde as turbinas
estão instaladas - área de segurança em Paulo Afonso -

Uma das comportas das barragens de Paulo Afonso.

 
Visão de um dos mirantes numa das bases da ponte de transporte.
Cachoeira de Paulo Afonso.
 
Placa instalada no mirante da Cachoeira de Paulo Afonso.

Carro usado para  transporte de materiais,
fabricados na própria hidrelétrica,
em ferro fundido, numa época que não se usava solda.

Animal flagrado em uma das áreas ao redor
 da Cachoeira de Paulo Afonso.
Vista do cânion do Rio São Francisco, 
 - foto produzida durante o passeio de catamarã -  
margem com vegetação nas rochas e topo do cânion.
Leito do Rio São Francisco.
- foto produzida durante o passeio de catamarã -

Ponte de Ferro que liga dois estados Bahia e Alagoas.

Observe no zoom, o tamanho e grandiosidade
da estrutura da ponte que acima do leito do rio.

Igreja Católica Matiz de Paulo Afonso.
Texto, Edição e Fotos
Jefferson Coelho
18/11/2016






sábado, 23 de abril de 2016

Exposição LEGADOS DA GRÉCIA

Esta postagem traz mais uma vez,  conteúdo exclusivo sobre um evento que está acontecendo na cidade. Trata-se de uma exposição com peças de arte, esculturas, gravuras, painéis e documentários sobre a história e cultura grega e o legado deixado por eles para os dias de hoje.  Fui convidado pela Equipe de Mídias Sociais, Relacionamento e Marketing do Shopping Guararapes para conferir a exposição  na pré-estreia e agora eu conto tudo para vocês.
A civilização grega chama nossa atenção até os dias de hoje por diversos aspectos: trouxe à luz do conhecimento artes e ciências, política e uma organização social arrojada que deu base ao sistema democrático que conhecemos hoje, trouxe aos nossos dias conhecimento sobre astronomia, matemática, construção civil, técnicas de guerra, psicologia, medicina, o teatro e não podemos esquecer do legado das tradições dos jogos olímpicos.
A exposição Legados da Grécia,  que está instalada no Shopping Guararapes, disponibiliza aos seus visitantes  uma aula de história requintada, logo na entrada foi montada uma recriação do Monte Olimpo e a representação de Deuses Gregos com uma riqueza de detalhes bem fiel à mitologia como a conhecemos.
Uma Biga montada na frente de um painel de uma paisagem grega que remonta os tempos antigos chama a atenção dos visitantes logo depois do Monte Olimpo. O passeio pelos painéis e a descrição dos legados  deixados pelos ícones da cultura, história e mitologia grega dão uma noção exata de como o visitante deve lançar seu olhar em direção ao passado para compreender a dimensão dos avanços que estavam presentes na vida grega naquela época.
Os destaques são muitos, mas eu reservo um espeço para as recriações da Medusa e a figura do Minotauro e a montagem do anfiteatro. Existe um acervo muito rico de esculturas em exposição, dentre tantas peças, também esculpidas com uma sensibilidade e uma riqueza de detalhes impressionante, dou destaque ao Alexandre, O Grande, admirei detalhes que vão do semicírculo de folhas de louro até as unhas dos pés da escultura - tudo perfeito! - as maiores e mais geniais cabeças da história também ocupam destaque entre as esculturas, poder refletir sobre a genialidade de Aristoteles, Sócrates e Platão - todos juntos - é realmente uma experiência muito bacana.
Há ainda a possibilidade de deixar sua visita registrada numa paisagem grega, logo após a instalação que apresenta a escultura do Minotauro, há um painel com um fundo verde e uma câmera digital profissional apontada em sua direção e logo abaixo uma tela touchscreen onde o visitante dá os comandos e se posiciona para o clique "histórico" ( ATENÇÃO: é necessário ler, assinar e confirmar o consentimento de uso de imagem pela organização/produção da exposição.)
É possível fotografar todos os itens expostos e ninfas gregas te dão as boas vindas, auxiliam e monitoram sua visita. Tudo muito bem organizado e com toda estrutura e conforto que o Shopping Guararapes põe ao dispor dos frequentadores e visitantes da exposição. 
Confiram algumas fotos:
Painel na Entrada da Exposição.
Bilheteria da Exposição.
 A imponente entrada da Exposição Legados da Grécia.

 Recriação do Monte Olimpo.

Deus Ares em close
- os  detalhes das esculturas são impressionantes. -
Detalhes das legendas das esculturas do Monte Olimpo.
Todos os Deuses representados tem sua apresentação na base da instalação.
A pesquisa histórica apresentada pela Produção e Curadoria
da Exposição Legados da Grécia apresenta tudo
de forma direta e bem didática.
Maquete do Partenon
- observem a riqueza dos detalhes dessa recriação - É perfeito!
Um close do que acontecia no interior do Partenon.
 Um dos legados mais marcantes deixado pela civilização grega
para construção civil. As colunas em estilo Jônico, Dórico e Corintio.
Escultura representando Apolo de Belvedere.
Painel complementar sobre os Jogos da Antiguidade,
a origem dos Jogos Olímpicos
Escultura de Proemteu.
A riqueza dos detalhes representados nos dá a impressão
 de que as estátuas vão ganhar vida qualquer momento.
Uma mine escultura do painel complementar
que exibe uma coleção sobre o Legado das Guerras.
Aqui temos Alexandre O Grande
 - a escultura é de fato, IMPRESSIONANTE e faz justiça
 ao caráter deste grande homem.
A escultura da Medusa é uma das peças mais encantadoras da exposição.
Observem a suntuosidade da escultura de Pegasus
- o cavalo alado mitológico - bem no centro do segundo vão da exposição.
O Minotauro - o dono do labirinto -
prestem atenção nos dentes e na força dessa fera.
Dionísio - Deus da Inspiração, da Colheita, do Vinho... -  
e que propõe uma atitude festeira para celebrar a vida.
Uma representação da riquíssima contribuição grega
para a humanidade, juntos numa mesma bancada
 - Aristóteles, Sócrates e Platão -
Uma escultura em movimento - O Discobulo de Miro -
No lado de fora, no corredor do shopping,
há venda de souvenirs para todas as idades.
- camisetas, bijuterias, chaveiros e muito mais -
Painel Institucional -
 - Exposição Legados da Grécia -
 - Shopping Guararapes -
- Aloha Eventos -

Serviço JEFFERSON WORLD TRIP:
EXPOSIÇÃO LEGADOS DA GRÉCIA
Agradecimentos pelo convite e cortesia:
Equipe de Mídias Sociais, Relacionamento e Marketing do Shopping Guararapes e Produtora Aloha Eventos.
Shopping Center Guararapes
Piedade - Jaboatão dos Guararapes - PE.
Telefone:(81) 2122-2230
Horário de funcionamento do shopping (das 09:00 até às 22:00) 
Valores: R$20,00 Inteira.
               R$10,00 Meia entrada.
Curadoria: Ana Brites
Produção: Aloha Eventos
DESEJO UMA EXCELENTE VISITA À TODOS!